Homem é morto a tiros após agredir bombeiros, quebrar ambulância do Samu e golpear policial durante crise psicótica

O homem tinha problemas mentais.

Redação AM POST

Um homem com deficiência mental, identificado como Luís Carlos Rodrigues, de 44 anos, acabou morto por atacar com uma barra de ferro, policiais militares das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), na tarde desta segunda-feira (11), na rua Tancredo Neves da Comunidade Fé em Deus, no bairro Tenoné, em Belém.

Continua depois da Publicidade

De acordo com a polícia, o homem estava em crise e tendo um surto psicótico. Na ocasião, familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros, no entanto, com barra de ferro, ele também agrediu os profissionais e quebrou a ambulância e a viatura dos bombeiros.

Os policiais da Rotam foram acionados e conseguiram encurralar Luís e dispararam balas de borracha para conte-lo. Irritado com a ação policial, ele atacou um policial para tentar espanca-lo. O militar correu e acabou tropeçando, momento em que Carlos o golpeou três vezes na região da cabeça.

Para que o policial não morresse, os militares agiram rapidamente e atiraram na cabeça do agressor e ele veio a óbito no local.

Continua depois da Publicidade

O ferido foi socorrido em estado grave e levado para o hospital para os cuidados médicos.