Polícia

Homem é preso por ameaça e extorsão a familiares de detido na Operação Arrocho da Lei em Manaus

O suspeito foi preso no estacionamento de uma unidade do Supermercado DB.

Redação AM POST

Em continuidade à Operação Arrocho da Lei, o Ministério Público do Amazonas, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em parceria com a Polícia Civil do Amazonas, prendeu em flagrante, nessa quarta feira, 21, indivíduo que vinha fazendo ameaças e tentando extorquir familiares de um dos acusados na investigação. A prisão foi efetuada no estacionamento de um supermercado da cidade, mediante ‘campana’ feita conjuntamente por policiais civis do Gaeco e do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Continua depois da Publicidade

“O indivíduo preso em flagrante exigia a quantia de R$ 50 mil do familiar de um dos acusados na operação ‘Arrocho da Lei’, utilizando-se de ameaças de morte com requintes de crueldade. Diante disso, foi instaurada ação controlada pelo Gaeco, em parceria com o DRCO, para monitoramento da ação criminosa. No local marcado para a entrega do dinheiro, foi efetuada a abordagem e a prisão em flagrante do criminoso pelos policiais”, explicou o Promotor de Justiça do Gaeco, Márcio Pereira de Mello.

Arrocho da Lei
A Operação Arrocho da Lei foi deflagrada pelo MPAM no último dia 06/05, visando o desmonte de uma organização criminosa composta por policiais civis e militares que se apoderavam de drogas de traficantes para revendê-las. Em uma dessas ações, o grupo se apoderou de mais de meia tonelada de drogas da organização criminosa Comando Vermelho.

Na deflagração da operação, foram presos um Coronel da Polícia Militar, um ex-policial militar e um investigador da Polícia Civil. Também foram efetuados dez mandados de busca e apreensão. A operação foi realizada em parceria com o DRCO e apoio da Força Especial de Resgate e Assalto (Fera). Todos os acusados na operação Arrocho da Lei já foram denunciados à Justiça.

Continua depois da Publicidade