Polícia

Igreja Universal denuncia grupo de pastores suspeito de desviar milhões de dízimo de fiéis

Própria cúpula da igreja demitiu os religiosos e pediu a investigação do caso.

Redação AM POST

O Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), está investigando ex-pastores da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), suspeitos de operar um esquema milionário de desvio de dízimos e ofertas dentro das unidades religiosas da capital federal. A denúncia, partiu da própria direção da Universal.

Continua depois da Publicidade

A suspeita da Igreja Universal é de que o grupo, supostamente liderado pelo ex-pastor regional Nei Carlos dos Santos, teria desviado, no mínimo, R$ 3 milhões. Os religiosos se organizaram para abrir empresas de fachada e lavar os recursos amealhados com os desvios, principalmente do chamado “Culto dos 318”, reunião de fiéis destinada a empresários e pessoas que desejam melhorar suas vidas financeiras.

Santos e os outros 11 religiosos também teriam ligação com o ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó dos Bitcoins, preso pela Polícia Federal em agosto deste ano. A PF acredita que as movimentações bilionárias feitas pelo Faraó teriam começado com o desvio de ofertas dos fiéis da Universal, supostamente facilitadas por Nei.

De acordo com o site Metrópoles documentos indicam a prática de delitos como organização criminosa, apropriação indébita e lavagem de dinheiro. A Universal, vítima dos pastores golpistas, acionou as autoridades policiais ao tomar conhecimento do desfalque milionário. Outra medida adotada pela igreja foi demitir os 12 suspeitos.

Continua depois da Publicidade

Em texto enviado aos investigadores do DF, o advogado da Universal acusa os ex-pastores de “operações financeiras (bitcoin) utilizando dinheiro supostamente desviado proveniente dos dízimos e ofertas. Não à toa que investigado e ex-pastores abriram diversas empresas nos últimos meses”.

*Com informações do Metrópoles

Continua depois da Publicidade