Mãe é presa por matar bebê afogada e ir passear com a criança morta

Mulher disse ter visto ‘chip da besta’ na cabeça da criança, que tem sinais de estupro.

A mãe de 21 anos que acabou presa na noite desta terça-feira (22), em Campo Grande, após seu bebê de 5 meses morrer com suspeitas de estupro, confessou que matou a criança afogada embaixo do chuveiro. Ela está detida em uma cela da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), após ser levada por policiais que atenderam a ocorrência solicitada por funcionários da unidade de saúde onde a criança foi atendida.

Em depoimento à delegada quando foi presa, ela se mostrou ‘bastante fria e tranquila’ ao contar como matou a criança. A mulher disse que foi tomar banho junto da filha nesta terça (22) sendo que ao entrar no chuveiro teria percebido que a criança estava com um ‘chip da besta’, na cabeça, e neste momento, colocou a cabeça da filha embaixo da água.

Continua depois da Publicidade

A mulher ficou segurando a cabeça da bebê embaixo do chuveiro até a sua morte. Ela ainda vestiu a criança e a colocou no carrinho, saindo com a bebê para a casa de amigas, onde foi fazer visitas. Mas as amigas estranharam que a criança estava muito quieta e a levaram junto da mãe para a UPA (Unidade de Pronto de Atendimento) do Leblon.

Ao chegar na unidade de saúde os médicos constataram a morte da bebê, que também foi estuprada, sendo que em seguida a polícia foi acionada e a mãe da criança presa e levada para a delegacia. 

Ainda segundo informações passadas ao Jornal Midiamax, o pai da criança teria ido até casa para visitar a filha, mas a mulher não o deixou ver o bebê. A delegada Fernanda Piovano disse ainda não ter a causa da morte precisa, já que não se sabe se a bebê morreu em decorrência do estupro ou do afogamento. O caso será investigado pela Depca (Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente), que deve ainda nesta quarta-feira (23) fazer uma perícia na casa da mulher.

Continua depois da Publicidade

Fonte: UOL