Pesquisar por em AM POST

Polícia

Mãe prostituía filhas desde que tinham 12 anos para consumir drogas em Manaus, diz PC

Suspeita já pretendia cometer o mesmo crime com as filhas mais novas.

  • Por AM POST

  • 21/06/2024 às 11:52

  • Atualizado em 21/06/2024 às 11:53

  • Leitura em dois minutos

Notícias de Manaus – A Polícia Civil deu detalhes sobre a prisão de uma mulher de 38 anos, no bairro do Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. Ela é suspeita de explorar sexualmente suas filhas, com idades de 14 e 15 anos.

De acordo com a delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o caso foi descoberto porque uma tia paterna das vítimas informou a polícia sobre o crime.

PUBLICIDADE

Foi constatado durante as investigações, que as adolescentes eram prostituídas desde os 12 anos e submetidas a fazer sexo com os clientes sem o uso de preservativo.

“Elas eram submetidas a esse programas sexuais sem proteção então, o risco que essas adolescentes também correram nos deixou  muito preocupado em cessar os delitos dessa autora”, disse Tuma.

Quando as vítimas negavam eram agredidas fisicamente psicologicamente.

PUBLICIDADE

Ainda segundo a delegada o dinheiro proveniente dos estupros era quase totalmente usado para mãe comprar entorpecentes, pois é usuária de drogas.

Foi descoberto ainda, que a vítima possui uma filha mais velha que também foi prostituída e atualmente trabalha em um garimpo, e que já pretendia colocar as outras duas filhas menores com idades de 7 a 8 anos para se prostituir futuramente.

PUBLICIDADE

“E o que mais chamou atenção é que já havia uma irmã mais velha de 21 anos que desde os 12 anos também passou pela mesma situação e hoje continua numa situação de prostituição em áreas de garimpo (…) Ela vive sobre intensa dependência emocional da mãe e encara com muita naturalidade e chama de ‘corre’, todos esses programas sexuais, porque ela viveu nesse ambiente de violência por muito tempo”, diz a delegada.

A mulher responderá por favorecimento à prostituição e exploração sexual o caso contínua investigado para saber quem seriam os clientes.

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

Essas crianças autistas não estão fugindo ou escondendo-se, elas, de fato, estão perdidas, à espera de que alguém va ao seu alcance.

- Anne Alvarez

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank