Pesquisar por em AM POST

Polícia

Megaoperação investiga rota feita para drogas saírem do Amazonas e chegarem ao Rio de Janeiro

O material ilícito pertence ao Comando Vermelho.

  • Por AM POST

  • 27/05/2024 às 07:18

  • Atualizado em 27/05/2024 às 10:01

  • Leitura em dois minutos

Notícias do Amazonas – Em uma ação conjunta entre as polícias civis do Rio de Janeiro e do Amazonas, a operação “Rota do Rio” revelou um esquema milionário de tráfico de drogas orquestrado pelo Comando Vermelho. A complexa rota da droga se inicia na tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru, em Tabatinga,  e passa por diversos estados brasileiros antes de chegar ao Rio de Janeiro.

Há indícios de que o Rio Solimões seja utilizado para o transporte dos entorpecentes, partindo de Tabatinga e passando por municípios amazonenses como Fonte Boa e Manaus. Nesta última, a droga segue para o Rio de Janeiro, fazendo escala no Centro-Oeste e Minas Gerais. As investigações também apuram a utilização de empresas de fachada em Manaus para lavagem de dinheiro do tráfico.

PUBLICIDADE

Um dos pontos centrais da investigação é o frigorífico Pescador, localizado em Fonte Boa e de propriedade do ex-prefeito de Anamã, Raimundo Pinheiro da Silva. Suspeito de usar o estabelecimento para lavar dinheiro do tráfico, Raimundo já havia sido acusado de compra de votos e abuso de poder econômico. Antes da operação policial, ele fugiu para Brasília.

Outro personagem-chave na organização é Cleiton Souza da Silva, um dos principais operadores do Comando Vermelho no Rio de Janeiro. Segundo a polícia, ele era responsável por abastecer comunidades e áreas nobres da cidade, como Barra da Tijuca e Copacabana, com cocaína e skunk. O dinheiro da venda era enviado de volta à tríplice fronteira através de diversas contas bancárias.

O esquema também contava com o financiamento gerado por roubo e clonagem de veículos. Um dos responsáveis por esses crimes, Juan Roberto Figueira da Silva, o “Cocão”, foi preso na última terça-feira no Morro dos Prazeres. As investigações revelaram que a quadrilha movimentou cerca de R$ 27 milhões em dois anos, utilizando laranjas e empresas para lavar dinheiro.

PUBLICIDADE

Na última semana, a operação “Rota do Rio” cumpriu 113 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Amazonas e Pará.

O AM Post apoia a causa autista
blank

A mente de uma criança com Transtorno do Espectro Autista pode ser associada a um quebra-cabeças. Parece difícil de entendê-la no primeiro momento. Porém, quando utilizamos a metodologia certa as tornamos fácil e percebemos que as dificuldades podem ser superadas.

- Jorge Tertuliano

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank