Polícia

Mulher mantida em cárcere privado com os filhos adolescentes diz que não via a luz do sol há anos

Os três estavam em um imóvel sem condições dignas de habitação.


Redação AM POST

Uma mulher e seus filhos, de 19 e 22 anos, foram resgatados por policiais militares em um imóvel em Guaratiba, na zona oeste do Rio, nesta quinta-feira (29), sob suspeita de viverem quase duas décadas sob cárcere privado. A mãe relatou que não via a luz do Sol havia 17 anos. O marido dela, que também é pai dos dois jovens, foi preso no local.

Continua depois da Publicidade

Os três estavam em um imóvel sem condições dignas de habitação. De acordo com a PM, que divulgou fotos do local, o chão era de cimento, não havia água encanada, os colchões eram sujos e sem lençol. Os filhos do casal foram encontrados amarrados e, devido ao grave estado de saúde, aparentavam ter idades entre 10 e 12 anos, segundo o capitão da PM William, responsável pelo resgate.

Os documentos dos jovens foram encontrados no imóvel. Devido à situação de saúde debilitada, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os três apresentavam quadro grave de desnutrição e desidratação. Eles foram encaminhados para o Hospital Municipal da cidade.

A mulher contou, em seu depoimento à polícia, que os três sofriam violência física e psicológica de forma permanente e que eles chegavam a ficar três dias sem comer.

Continua depois da Publicidade

A vítima disse ainda que o marido, Luiz Antonio Santos Silva, nunca permitiu que ela trabalhasse e que os filhos frequentassem a escola.

Vizinhos relataram que Luiz Antonio, conhecido como DJ, tinha o hábito de colocar o som alto para abafar os gritos de socorro. E que costumava jogar fora a comida doada pela vizinhança para que a mulher e seu filhos não comessem.

Continua depois da Publicidade