Pesquisar por em AM POST

Polícia

Padrasto é preso por estuprar enteadas durante 6 anos no Amazonas

O crime ocorria desde quando as vítimas tinham 7 e 8 anos.

  • Por AM POST

  • 15/06/2024 às 08:00

  • Atualizado em 14/06/2024 às 21:32

  • Leitura em três minutos

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 39ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Autazes (a 113 quilômetros de Manaus), prendeu em flagrante, na quinta-feira (13/06), um homem, 33, por estupro de vulnerável contra suas enteadas, duas adolescentes de 13 e 14 anos. O crime ocorria desde quando as vítimas tinham 7 e 8 anos, respectivamente.

Durante coletiva de imprensa, o delegado Paulo Mavignier, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), disse que as diligências iniciaram após a gestora da escola da vítima, de 13 anos, perceber uma alteração no comportamento dela. Em conversa, a adolescente contou que foi abusada sexualmente pelo padrasto na manhã do mesmo dia.

PUBLICIDADE

“A responsável acionou o Conselho Tutelar e o órgão, por sua vez, comunicou o ocorrido aos policiais civis da 39ª DIP. Durante escuta especializada, a vítima contou que sofria abusos sexuais desde os 7 anos, bem como que a sua irmã, de 14 anos, também era vítima do autor”, falou.

Conforme o delegado, o indivíduo se aproveitava de momentos em que a genitora das adolescentes não estava por perto para cometer o crime e, também, oferecia presentes às adolescentes em troca das relações sexuais.

“Em depoimento, as vítimas disseram, ainda, que em janeiro deste ano teriam contado à sua mãe sobre o que ocorria com elas, em uma ocasião que o indivíduo teria tentado abusar sexualmente da vítima de 14 anos, mas a genitora não acreditou no relato”, contou.

PUBLICIDADE

Ainda segundo o delegado, sobre uma possível omissão da mãe das adolescentes, as investigações continuam para apurar a situação.

“Se ficar comprovado que a mulher tinha ciência do que estava acontecendo e não denunciou, ela também responderá por estupro de vulnerável, uma vez que ela é a mãe das vítimas e tem o dever legal de proteção”, ressaltou.

PUBLICIDADE

O diretor do DPI contou, ainda, que a equipe de investigação da 39ª DIP, coordenada pelo delegado Glaucio Oliveira, segue trabalhando neste caso com testemunhas a serem ouvidas.

“O laudo pericial constatou um abuso sexual antigo nas vítimas, com a violação do hímen delas. Quanto às vítimas, elas estão sendo acompanhadas pelo Conselho Tutelar de Autazes. E sobre o autor, ele foi preso em sua residência, no bairro Multirão, em Autazes”, disse o delegado.

PUBLICIDADE

Ainda de acordo com o delegado, esse é mais crime elucidado pela Polícia Civil, com mais um abusador sexual do interior do Amazonas que foi retirado de circulação.

“A PC-AM tem mostrado para a sociedade que nenhum crime sexual no interior do Estado fica sem respostas. Para isso, precisamos que a população continue denunciando para as autoridades policiais, a fim de que possamos continuar combatendo de forma eficiente os atos criminosos”, ressaltou.

O homem responderá por estupro de vulnerável e ficará à disposição da Justiça.

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo é ver o mundo de um outro jeito, e cada um de nós temos que achar um jeito de entender as diferenças.

- Dr. Leonardo Maranhão

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank