PF deflagra mega operação e prende narcotraficantes em Manaus

Os entorpecentes comercializados eram provenientes de países produtores de Cocaína (Peru e Colômbia) com os quais o Brasil faz fronteira.

Redação AM POST

Operação da Polícia Federal no Maranhão teve quatro alvos de prisão em Manaus (AM), dos quais três já foram presos. A Operação Apachetas foi deflagrada nesta terça-feira, 30, para combate aos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico, lavagem de capitais e comércio ilegal de armas de fogo e munições.

Continua depois da Publicidade

A investigação da PF teve início em 2017 e identificou dezenas de envolvidos nos crimes. Segundo a PF, eles formam três associações criminosas com atuação no Amazonas, Rondônia, Pará e Maranhão. A droga comercializada vem do Peru e Colômbia, países com os quais o Brasil faz fronteira.

Foram apreendidos 600 quilos de cocaína e um local de manipulação de entorpecentes foi desativado.

A Polícia Federal pediu à Justiça 26 mandados de busca e apreensão e 22 mandados de prisão. Os pedidos foram aceitos pela 2ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Estado do Maranhão.

Continua depois da Publicidade

A operação pretende também descapitalizar as organizações criminosas com o sequestro de bens e valores. Os envolvidos, caso condenados, podem ter penas de até 47 anos de prisão.

Os cumprimentos das ordens judiciais ocorreram em Manaus, Castanhal (PA), Vilhena (RO) e Pinheiro (MA) e contou com a participação de 160 servidores da Polícia Federal e quatro investigadores da Policia Civil do Maranhão.

Continua depois da Publicidade

De acordo com a PF no Amazonas, foram quatro mandados de busca e apreensão, três de prisão temporária e um de prisão preventiva em Manaus. Os mandados foram cumpridos nos bairros Novo Aleixo (zona norte), Raiz (zona sul), Tarumã (zona oeste) e Aliança com Deus (zona norte). As identidades dos presos não foram divulgadas.

Apachetas
A operação foi denominada Apachetas, que historicamente consiste em um amontoado de pedras que o viajante indígena colhe na beira da estrada e deposita, umas em cima das outras, durante caminhada pelas trilhas da cordilheira dos Andes (Peru). O viajante esconde, para utilizar depois, junto à apacheta a massa de folhas de coca, matéria-prima da cocaína.

Continua depois da Publicidade