Polícia

PF mira em mais três suspeitos pelas mortes de jornalista britânico e indigenista brasileiro no AM

Investigadores afirmaram que a PF trabalha agora para reunir provas contra o suposto mandante da execução das vítimas.


Redação AM POST

A Polícia Federal já mira em mais três suspeitos de envolvimento na morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips. Já estão presos Amarildo da Costa de Oliveira, 41, conhecido como “Pelado”, e o irmão dele Oseney da Costa de Oliveira, 41, vulgo “Dos Santos”.

Continua depois da Publicidade

Os corpos das vítimas, que estavam desaparecidos desde o dia 5 de junho deste ano, foram localizados ontem (15) na comunidade indígena do Vale do Javari, localizado no município de Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros de Manaus).

As investigações continuam avançando e agora com cinco suspeitos. Os irmãos Amarildo e Oseney Olilveira são suspeitos de participarem diretamente do crime e de terem ocultados os corpos das vítimas em uma área de igapó. Porém, outras três pessoas, entre elas, o suposto mandante do crime, ainda não tiveram a prisão decretada.

A motivação do crime ainda não foi divulgada pela PF e a investigação é mantida sob sigilo.

Continua depois da Publicidade

Conforme a Globonews, investigadores afirmaram que a polícia trabalha agora para reunir provas contra o suposto mandante da execução de Dom e Bruno e que cruza dados para saber se o crime tem ligação com outros cometidos pelos mesmos envolvidos.