Polícia

PF muda versão e não descarta que morte de Dom e Bruno no AM tenha mandante

O caso segue sendo investigado.


Redação AM POST

A Polícia Federal (PF) mudou a versão nesta quinta-feira (23), e disse que há a possibilidade de ter um mandante nas mortes do indigenista Bruno Pereira e jornalista Dom Phillips, no Amazonas.

Continua depois da Publicidade

Antes de mudar a versão, a PF havia emitido uma nota declarando que os irmãos Amarildo e Oseney Oliveira, agiram sozinhos.

O superintendente d PF, Eduardo Fontes, afirmou que as investigações seguem em andamento.

“É possível ter um mandante. A investigação ainda está em andamento, mas a gente está apurando tudo e nós não vamos deixar nenhuma linha investigativa de lado e vamos apurar de forma técnica e segura para dizer o que efetivamente aconteceu e o que não aconteceu”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

Gabriel Pereira Dantas, quarto envolvido no crime e preso, confessou ter participado do assassinato junto com Amarildo, Oseney e Jefferson.

O indivíduo foi preso em São Paulo.

Continua depois da Publicidade