PM suspeito de matar trans em motel é preso em Manaus

Ele teve a prisão preventiva decretada e foi detido.

Redação AM POST

O Policial Militar, Jeremias da Costa Silva, de 27 anos, suspeito de matar a professora transexual, Manuella Otto, de 25 anos, no último sábado (13), se entregou a polícia na tarde de quinta-feira (18), após ter prisão preventiva decretada na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) em Manaus.

Continua depois da Publicidade

Jeremias já havia se apresentado para prestar depoimento no mesmo dia, e depois da prisão preventiva decretada, se entregou acompanhado de seus dois advogados.

Para apurar a possível infração, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), abriu um Processo Administrativo Disciplinar contra o policial militar, lotado na 12ª Cicom.

Entenda o caso

Continua depois da Publicidade

Manuella foi encontrada morta, nua e com tiro no torax na madrugada do último sábado (13), dentro do Motel Minha Pousada, localizado na avenida Samaúma, no bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte de Manaus.

De acordo com funcionários do local, a vítima chegou a pousada acompanhada de um homem que estava dirigindo um carro Chevrolet Prisma, de cor branca, com placa da cidade de Manaus.

Continua depois da Publicidade

Após um período em que os dois estavam em quarto do estabelecimento funcionários ouviram barulho de tiro e fecharam portão para impedir a saída do cliente.

O suspeito fez ameaças aos funcionários, arrombou porta do motel com carro e conseguiu fugir. Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança, mas ainda não se sabe se o homem que aparece nas imagens seria o policial dono do carro.

Continua depois da Publicidade