Pesquisar por em AM POST

Polícia

Polícia diz que não há câmeras de vigilância no hall que dá acesso ao apartamento de servidora do TRT assassinada em Manaus

O crime é considerado complexo pela equipe de investigação.

  • Por AM POST

  • 26/05/2022 às 15:48

  • Atualizado em 26/05/2022 às 15:52

  • Leitura em 1 minuto

Redação AM POST

O delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), participou da terceira perícia realizada no apartamento de Silvanilde Ferreira Veiga, 58, servidora do Tribunal Regional do Trabalho do Estado (TRT) que foi achada morta no próprio apartamento em condomínio de luxo, no bairro Ponta Negra, zona Oeste de Manaus. A polícia considera o crime complexo e nada óbvio.

PUBLICIDADE

A autoridade policial afirmou em entrevista à Rádio Tiradentes, na manhã desta quinta-feira (26), que no Hall que dá acesso ao apartamento, não há câmeras de vigilância, somente nos elevadores.

Ricardo Cunha relatou também, em entrevista coletiva na DEHS, que aguarda do Instituto Médico Legal (IML) a confirmação da hora exata da morte da vítima, informação que é crucial para a investigação.

Outro objeto que o delegado disse ser de muita importância, seria o aparelho celular da vítima, que não foi encontrado até o momento. “O celular é outra ferramenta aí que foi infelizmente retirada do local de crime, e que também está sendo objeto aí de investigação pra tentarmos localizar”, afirmou.

PUBLICIDADE

Novos depoimentos estão marcados para esta quinta-feira (26).

O AM Post apoia a causa autista
blank

A mente de uma criança com Transtorno do Espectro Autista pode ser associada a um quebra-cabeças. Parece difícil de entendê-la no primeiro momento. Porém, quando utilizamos a metodologia certa as tornamos fácil e percebemos que as dificuldades podem ser superadas.

- Jorge Tertuliano

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank