Polícia

Polícia Federal encontrou ‘restos humanos’, diz ministro da Justiça sobre caso de jornalista e indigenista desaparecidos

Pereira e Phillips foram mortos a tiros e tiveram os corpos queimados e enterrados.


Redação AM POST

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, disse hoje que a PF (Polícia Federal) informou ter encontrado restos humanos no local em que o indigenista Bruno Araújo Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips teriam sido enterrados, depois de serem sequestrados e mortos no início deste mês. O material será submetido a perícia. A corporação deve dar detalhes sobre as investigações em entrevista coletiva em Manaus hoje, às 20h30 (horário de Brasília).

Continua depois da Publicidade

A dupla foi assassinada após se deslocarem de barco pelo rio Itaquaí após visita à Terra Indígena do Vale do Javari (Amazonas), território que é alvo de invasão por caçadores, pescadores e madeireiros ilegais. O desaparecimento foi notificado em 5 de junho.

Segundo uma fonte da PF à Globo News, Pereira e Phillips foram mortos a tiros e tiveram os corpos queimados e enterrados.

Continua depois da Publicidade