Polícia

Polícia prende chefe da maior quadrilha especializada em golpes bancários

Cerca de 300 pessoas já foram vítimas da quadrilha, que causou prejuízo de R$ 6 milhões.

Redação AM POST

Um homem identificado como Felipe Boloni Alves Rosa, conhecido como Boy ou Professor, apontado como líder da maior organização criminosa especializada em golpes com cartões bancários foi preso, na tarde de quinta-feira (6), por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) em uma mansão na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Cerca de 300 pessoas já foram vítimas da quadrilha, que causou prejuízo de R$ 6 milhões.

Continua depois da Publicidade

Além da prisão de Felipe, os policiais apreenderam um Porsche avaliado em R$ 700 mil, uma moto elétrica, documentos e itens de luxo como sapatos e roupas.

De acordo com as investigações, o homem comandava um grupo de 12 mulheres presas — entre elas Isadora Alkimin Vieira, filha do cantor Belo — em uma central telefônica da quadrilha em novembro de 2020, quando elas foram presas. Após esta ação, a organização criminosa passou a atuar somente na comunidade Parque União, onde se escondia das ações policiais.

O grupo criminoso utilizava um programa de computador específico para simular um atendimento bancário, obtendo os dados digitados pelas vítimas em seus telefones.

Continua depois da Publicidade

As pessoas acreditavam que era um procedimento antifraude da instituição bancária e digitavam os números dos cartões e senhas. Depois, eram convencidas a entregar o cartão, que a quadrilha alegava estar sendo utilizado indevidamente, e uma carta de contestação das operações não reconhecidas a um motoboy.