Polícia

Polícia prende trio com 115 quilos de maconha avaliados em cerca de R$ 1 milhão em Manaus

Os entorpecentes haviam sido levados para um sítio localizado no bairro Tarumã, zona oeste.


Redação AM POST

Policiais civis do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) deflagraram, na tarde terça-feira (03/08), às 16h, ação policial que resultou nas prisões, em flagrante, de Eduvino Marques Pechar, 36; Francisco Martins Marques, 28, conhecido como “Romário”’; e João Kenedy Frutuoso Mafra, 46. A ação também culminou na apreensão de 115 quilos de maconha tipo skunk, uma espingarda calibre 12 e três botes usados no transporte dos entorpecentes.

Continua depois da Publicidade

Em coletiva de imprensa realizada na Delegacia Geral (DG), bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, estavam presentes a delegada Tamara Albano e o delegado Antônio Rondon, diretora e diretor-adjunto do Denarc, respectivamente.

Tamara informou que a apreensão é resultado de um trabalho investigativo que durou aproximadamente dois meses e, durante esse período, foi constatado que algumas pessoas estavam vindo do município de Santa Isabel do Rio Negro (a 630 quilômetros de Manaus), com um carregamento de drogas.

“Durante as diligências, constatamos que os entorpecentes haviam sido levados para um sítio localizado no bairro Tarumã, zona oeste. Ao nos deslocarmos, encontramos João Kenedy, que seria o dono do local, e, naquela ocasião, ele afirmou que o material havia chegado pela madrugada”, disse.

Continua depois da Publicidade

Conforme a diretora, ao fazer buscas pela área, foram encontrados três botes, utilizados no transporte das drogas, bem como, três tabletes de maconha tipo skunk e uma espingarda calibre 12.

“Durante depoimento, João Kenedy informou que outro homem, chamado Eduvino, teria sido o responsável pelo transporte do material e o restante havia sido levado para uma residência no bairro Alvorada, zona oeste”, explicou.

Continua depois da Publicidade

A diretora disse, ainda, que na residência se encontravam Eduvino e Francisco, entretanto, de imediato, eles informaram que o carregamento não estava lá, mas sim em um depósito no conjunto Ajuricaba, naquele mesmo bairro e zona.

“Chegamos no depósito e conseguimos apreender as drogas, que está avaliada em aproximadamente R$ 1 milhão”, falou.

Continua depois da Publicidade

Eduvino e Francisco responderão por tráfico de drogas e associação para o tráfico e João Kenedy por posse irregular de arma de fogo. O trio ficará à disposição do Poder Judiciário.