Polícia

Polícia transfere para Manaus trio acusado de matar família à terçadadas e abandonar corpos em canoa no AM

As vítimas foram mortas a golpes de terçado e deixadas dentro de uma canoa à deriva no Rio do município de Codajás.

Redação AM POST

Três detentos, sendo pai e seus dois filhos, identificados como Natalício da Silva, Natalino Paz da Silva e Davi Paz da Silva, foram transferidos nesta quinta-feira (30), do presídio do município de Manacapuru (distante à 98 quilômetros), para Manaus.

Continua depois da Publicidade

De acordo com a polícia, o trio é acusado de realizar uma chacina que resultou na morte de três pessoas da mesma família, sendo o pai Raimyndo Francisco da Silva Rosas, de 71 anos, a mulher Ana Maria Araújo Lima, de 37 anos e as filhas do casal Janaína Lima Rosas, de 19 anos e Ana Paula Lima Rosas, de 13 anos.

As vítimas foram mortas a golpes de terçado e deixadas dentro de uma canoa à deriva no Rio do município de Codajás (distante à 240 quilômetros da capital).

Ainda conforme a polícia, o crime pode ter sido ocasionado por uma suposta disputa por território.

Continua depois da Publicidade