Pesquisar por em AM POST

Polícia

Policial Civil envolvido em agressão a babá e advogado em condomínio de Manaus tem prisão preventiva revogada pela Justiça

Defesa da babá Cláudia Gonzaga e do advogado Ygor Colares lamentaram a decisão.

  • Por AM POST

  • 16/10/2023 às 15:05

  • Atualizado em 16/10/2023 às 16:35

  • Leitura em dois minutos

Foto: Reprodução

Notícias de Manaus – Nesta segunda-feira (16), a defesa da babá Cláudia Gonzaga Lima e do advogado Ygor de Menezes Colares informou que a juíza Eline Paixão e Silva Gurgel do Amaral Pinto, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), determinou a revogação da prisão preventiva do investigador de Polícia Civil, Raimundo Nonato Machado. Ele e a esposa Jussana Machado estão sendo acusados de agressão às vitimas mencionadas no estacionamento de um condomínio de luxo em Manaus.

O escritório Jurídico Berçot e Berçot que representa a babá e o advogado, lamentou a decisão que revoga a prisão preventiva de Raimundo e afirma que ele é responsável direto por todo o ocorrido no dia 18 de agosto deste ano, seja na qualidade de agressor ou incentivador. Ele ainda destacaram o fato de ele ter fornecido a arma que quase ceifou a vida de Ygor.

PUBLICIDADE

“As vítimas foram fisicamente agredidas, e, muito além dos hematomas e marcas em seus corpos, carregarão para sempre em suas vidas o abalo psicológico do trauma sofrido, fruto do sentimento de impotência e medo de quem sofre com a violência. Nesse aspecto, saber da soltura do casal agressor com tão diminuto tempo de prisão e antes mesmo de ocorrer a primeira audiência de instrução processual, agiganta os sentimentos de impunidade, insegurança e medo nas Vítimas”, escreveram os advogados em nota.

Para finalizar, eles pediram para que a Justiça seja feita e que o Ministério Público do Estado do Amazonas recorra dessa decisão de soltura, deixando claro para toda a Sociedade que o MP não aceitará o império da Impunidade”, finalizaram.

A juíza Eline Paixão foi a mesma que, no dia 27 de setembro, também revogou a prisão preventiva da professora de educação física Jussana Machado, esposa de Raimundo Nonato.

PUBLICIDADE

A prisão foi substituída por medidas cautelares diversas da prisão tais como o uso de tornozeleira, comparecimento periódico em juízo, proibição de se ausentar de Manaus, recolhimento domiciliar no período noturno e manter contato com as pessoas relacionadas ao fato.

A Defesa do casal ainda não se pronunciou sobre essa nova decisão que revoga a prisão de Raimundo Nonato.

PUBLICIDADE

 

Suyanne Lima – Redação AM POST

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo traz limitações mas, isto não significa incapacidade. Todos temos alguma habilidade.

- Nay Potarcio

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank