Presos de alta periculosidade transferidos para presidio federal retornam a Manaus

Estão na lista responsáveis por massacre no Compaj, narcotraficante e chefes de facções.

Redação AM POST

Treze detentos, que estavam na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte (RN), irão desembarcar na tarde desta quarta-feira (11), no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, escoltados pela equipe do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), conforme informações da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

A justiça negou pedido da Seap de manter esses presos de alta periculosidade em regime federal. O retorno deles a Manaus pode representar crise no sistema prisional do Estado, uma vez que podem querer retomar o poder.

Continua depois da Publicidade

Na lista estão o narcotraficante Clemilson dos Santos Farias, de 38 anos, conhecido como “Tio Patinhas”; Luciano da Silva Barbosa, conhecido como “Luciano L7”, que é primo de um dos líderes da Fação Família do Norte (FDN) “Zé Roberto da Compensa”; Márcio Ramalho Diogo, o “Garrote”, um dos principais líderes do massacre que resultou nas 56 mortes em 2017, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj); entre outros nomes.

Confira a lista de nomes
Fernando Felix da Silva, o “Imperador”

Rômulo Brasil da Costa

Continua depois da Publicidade

José Bruno de Souza Pereira, conhecido como “Bruninho”

Janderson Rolim Matos, vulgo “Passarinho”

Eduardo Queiroz de Araújo, o “Foguinho”

Continua depois da Publicidade

Florêncio Nascimento Barros, vulgo “Marabá’.

Fabrício Duarte Araújo

Romário Corvelo Fonseca, vulgo “Romarinho”.

Continua depois da Publicidade

Thiago Fernandes Soriano, o “Alemão”.