Polícia

Presos do caso Flávio participam da reconstituição do crime no condomínio Passaredo

Segundo o delegado, Paulo Martins, não tem previsão para acabar o procedimento.


Redação AM POST*

A reconstituição do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, encontrada morto no dia 30 de Setembro no Tarumã após ter participado de uma festa na casa de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama, Elizabeth Valeiko, está sendo feita na tarde desta segunda-feira (18) com todos os suspeitos de terem cometido o crime.

Continua depois da Publicidade

“Os envolvidos todos vão participar, incluindo o Alejandro. Não temos previsão para acabar”, afirmou o delegado, Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Advogados de defesa dos presos, peritos e delegados da DEHS deixaram a sede da unidade policial às 15h30. Um outro grupo – incluindo Alejandro Valeiko – saiu do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) em direção ao condomínio Passaredo, localizado no bairro Ponta Negra, na Zona Oeste da capital.

Na entrada do condomínio, familiares do engenheiro Flávio Rodrigues realizam protesto por justiça.

Continua depois da Publicidade