Pesquisar por em AM POST

Polícia

Trio responsável por desmanche de veículos tem prisão preventiva solicitada “com máxima urgência” pelo MP

José Sampaio de Souza Junior, proprietário da loja onde as peças de veículos desmontados eram revendidas, está foragido da Justiça.

  • Por AM POST

  • 16/07/2019 às 14:48

  • Atualizado em 17/07/2019 às 13:26

  • Leitura em três minutos

Redação AM POST –

Presos em junho, durante a Operação Pedestal, deflagrada pela Polícia Civil e Departamento Estadual de Trânsito (Detran), um trio responsável por um esquema criminoso de roubo e desmanche de veículos na capital teve a prisão preventiva solicitada “com máxima urgência” pelo Ministério Público do Estado (MPE-AM). Na operação, foram localizados nove veículos e dezenas de peças de outros já desmontados, além de 8,5 mil provenientes do crime.

PUBLICIDADE

O material foi localizado em uma oficina de desmanche que funcionava no bairro de Flores, zona centro-sul, e em uma residência em um condomínio de classe média alta, no bairro Tarumã, zona oeste, onde automóveis roubados pela quadrilha também eram desmontados. A investigação é da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV). Até junho, a unidade policial já desarticulou oito oficinas de desmanche de carros roubados na capital.

Conforme o delegado Cícero Túlio, titular da DERFV, a operação teve por objetivo desarticular o desmonte ilegal de veículos com restrição jurídica, alienados a instituições bancárias, roubados ou furtados, além de coibir a venda ilícita das peças desses veículos desmontados. Na ocasião, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em estabelecimentos comerciais, depósitos de veículos e residências.

Foram presos Barbosa Nascimento dos Santos, 43, e os irmãos Rogerio Ramos de Holanda, 40, e Roseane Ramos de Holanda, 32, por associação criminosa, adulteração de sinais identificadores de veículos automotores, estelionato e associação criminosa. Outas duas pessoas foram indiciadas por participação nos delitos supracitados.

PUBLICIDADE

Ao solicitar a prisão preventiva do trio à Justiça, o MP destacou o envolvimento no esquema criminoso de roubo majorado, receptação qualificada, estelionato e adulteração de sinal de veículo automotor. O parecer é assinado pela promotora de Justiça, Lilian Nara Pinheiro de Almeida, e foi feito à 4ª Vara Criminal.

Em sua justificativa, a promotora alega que os três acusados destruíram e ocultaram provas dos crimes após o líder da quadrilha, José Sampaio de Souza Júnior, o Júnior, ter tido a prisão preventiva solicitada pelo órgão, que também solicitou busca e apreensão em imóveis que seriam utilizados pela organização.

PUBLICIDADE

Foragido
José Sampaio de Souza Junior segue foragido da Justiça. Ele é o proprietário da loja no bairro Flores, onde as peças de veículos desmontados eram revendidas.

“Ele (Juninho) já foi preso por receptação em 2011, no momento em que estava realizando a compra de um veículo roubado. No ano passado ele também foi investigado em razão de delitos como estelionato e receptação. Agora ele encontra-se foragido”, enfatizou Cícero Túlio.

PUBLICIDADE

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Junior pode denunciar anonimamente ao 181 ou entrar em contato com a DERFV através do telefone (92) 3216-7312 e pelo WhatsApp (92) 99962-2442. A unidade policial fica na avenida Nilton Lins, 345, bairro Flores.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo traz limitações mas, isto não significa incapacidade. Todos temos alguma habilidade.

- Nay Potarcio

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank