Polícia

Universitária morta em ‘área vermelha’ ficou assustada e se recusou a baixar vidro de carro na zona Norte de Manaus

Conforme parentes da vítima ela seguiu um localizador por aplicativo de GPS, que a levou para uma rua sem saída, área comandada pelo crime organizado.

Redação AM POST

A estudante de odontologia Kellen Mota Braga, de 25 anos, foi morta a tiros por traficante na noite dessa sexta-feira (3), na rua Abel, no bairro Mutirão, “área vermelha” na zona Norte de Manaus.

Continua depois da Publicidade

Segundo informações, a universitária foi ao local em carro um modelo Ônix, branco, após sair do trabalho buscar um jaleco na casa de uma costureira e estava acompanhada da patroa e uma amiga.

Conforme parentes da vítima elas seguiam um localizador por aplicativo de GPS, que as levou para a rua sem saída, área comandada pelo crime organizado. Bandidos teriam mandado as mulheres abaixarem os vidros do veículo, mas elas ficaram nervosas e tentaram sair do carro. Os suspeitos então efetuaram disparos, que atingiram Kellen.

A vítima foi levada para o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

Continua depois da Publicidade

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).