Política

Após crise das candidaturas “laranjas”, Coronel Menezes diz que não é “dono” do Patriota e joga no colo de Felipe Souza

Denúncias foram feitas por candidatas das eleições de 2020 sobre o esquema de fraudes no partido e o político frisou que a sigla é comandada pelo deputado estadual Felipe Souza.


Redação AM POST

O ex-candidato a prefeito de Manaus, Coronel Alfredo Menezes, disse em nota que não é “dono” do Patriota, partido investigada pela Justiça Eleitoral por candidaturas “laranjas”. Ele fez questão de frisar que a sigla é comandada pelo deputado estadual Felipe Souza.

Continua depois da Publicidade

Menezes disse que é “um filiado, disputou as eleições municipais de Manaus pela legenda, em 2020, e não exerce nenhum cargo diretivo no partido”.

“Quero deixar claro que não sou dono de partido algum e nunca afirmei isso. Pelo contrário, sou apenas um filiado. Esses sites inescrupulosos que trabalham para um determinado político do Estado distorcem as informações”, esclareceu Menezes ao observar que já declarou inúmeras vezes que irá para o partido que o presidente Jair Bolsonaro for.

Para Menezes, todas as denúncias feitas por candidatas das eleições de 2020 sobre o esquema de fraudes relacionadas ao preenchimento da cota de gênero do partido devem ser apuradas com rigor, isso é o que se espera.

Continua depois da Publicidade

*Com informações da Assessoria de Imprensa