Política

‘As coisas mudam’, diz Bolsonaro sobre xingamentos antigos de Ciro Nogueira contra ele

Em 2018, Nogueira apoiou o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno das eleições presidenciais.

Redação AM POST*

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje que “as coisas mudam” ao comentar, durante sua live semanal, as falas do senador Ciro Nogueira (PP-PI), que já o chamou de “fascista”.

Continua depois da Publicidade

Ciro Nogueira foi escolhido por Bolsonaro para ocupar o ministério da Casa Civil. Segundo o próprio presidente, o objetivo da troca do general Luiz Eduardo Ramos, atual ministro, por Nogueira, tem o objetivo de facilitar a relação entre o governo federal e o Congresso.

“Tem vídeo circulando que ele me chamou de fascista lá atrás. Sim, me chamou. As coisas mudam. Eu tinha posições no passado que não assumo mais hoje, mudei”, disse. Mas fez uma ressalva: “Nenhuma de forma radical”.

‘Fascista’ e ‘preconceituoso’
Em 2018, Nogueira apoiou o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno das eleições presidenciais. Em 2017, ele chamou Bolsonaro de “fascista” e “preconceituoso” em uma entrevista a um programa da Rede Meio Norte.

Continua depois da Publicidade

“O Bolsonaro, eu tenho muita restrição porque é um fascista. Tem um caráter fascista, preconceituoso. É muito fácil você ir para a televisão dizer que vai matar bandido”, disse Nogueira na ocasião.

Na live de hoje, Bolsonaro ainda deu outros exemplos para justificar a mudança de comportamento de seu novo ministro. Ele lembrou que o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas integrou o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) no governo de Dilma Rousseff. “Vou ter que mandar ele embora agora?”, falou.

Continua depois da Publicidade

*Com informações do UOL