Conselho de Ética aprova perda de mandato da deputada Flordelis

A deputada é ré no caso da morte do seu marido, morto em junho de 2019.

Redação AM POST

Sob acusação de orquestrar o assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, a deputada Flordelis (PSD-RJ) teve seu mandato cassado após decisão do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (8), conforme apuração do G1.

Continua depois da Publicidade

Quase por unanimidade, por 16 votos a 1, os parlamentares aprovaram o relatório do deputado Alexandre Leite (DEM-SP). Vale registrar que o único parlamentar que votou a favor de Flordelis foi Márcio Labre (PSL-RJ).

Apesar da decisão, o assunto ainda precisa ser levado para votação da casa, que precisa da concordância de 257 deputados para que Flordelis perca o mandato.

A aprovação do relatório também pode ser objeto de recurso da deputada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

Continua depois da Publicidade

A deputada é ré no caso da morte do seu marido, morto em junho de 2019. Flordelis ainda terá de responder na Justiça pela acusação de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emprego de meio cruel e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima), tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada.