Política

Delegado Rodrigo de Sá rebate Amazonino que chamou polícia do AM de ‘sucursal do crime’: “desrespeito”

Vídeo da fala do candidato ao governo do AM repercutiu negativamente entre os policiais do estado.


Redação AM POST

O ex-diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e pré-candidato a deputado federal, Delegado Rodrigo de Sá (PL), criticou fala contra as polícias civil e militar do Amazonas dita pelo ex-governador Amazonino Mendes (Cidadania), que oficializou sua candidatura ao Governo do Estado, no último sábado (30), na quadra da Escola de Samba Sem Compromisso, em Manaus.

Continua depois da Publicidade

Durante discurso o candidato afirmou que a polícia do Amazonas se transformou em ‘uma vergonha’ e sucursal do crime. Vídeo da fala de Amazonino repercutiu negativamente entre os policiais do estado, especialmente, porque durante sua gestão o ex-governador retirou vários benefícios dos PMs.

“Que defenda o povo. Não uma polícia que se transformou numa sucursal do crime. É como está hoje, uma vergonha. O povo hoje tem medo. Esse telefone 0800 para ligar para a polícia é melhor jogar fora. Porque você não liga para nada, a polícia não toma nem conhecimento. Vocês pobres, eles batem. Eles andam em conluio com o crime”, disse.

Veja vídeo:

Continua depois da Publicidade

Em resposta a declaração do candidato, o delegado Rodrigo de Sá, disse que foi um ataque injusto, covarde e desleal.

Continua depois da Publicidade

“Ontem, em um evento público dirigido a centenas de apoiadores, o ex-governador Amazonino Mendes atacou de forma injusta, covarde e desleal os nossos policiais militares e civis, ao afirmar que a polícia do Amazonas se transformou em uma sucursal do crime!”, disse.

“A fala de Amazonino me causa indignação, pois revela o total desrespeito que ele tem pela instituição e, principalmente, pelos profissionais que atuam na área da segurança pública”, completou.

“Diante disso, quero me solidarizar com todos os policiais militares e civis. E dizer que o trabalho de vocês é importante, merece ser respeitado e, acima de tudo, reconhecido”, finalizou Rodrigo.