Política

Deputados da Aleam revogam Título de Cidadão do Amazonas de Durango Duarte

A votação para revogação da honraria ocorreu após o publicitário gaúcho atacar deputados do AM em entrevista e desprezar a honraria concedida a ele.


Redação AM POST

O empresário, Durango Duarte, teve o Título de Cidadão do Amazonas, que recebeu em 2017, revogado pelos deputados da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta quarta-feira (26) após debochar da honraria e fazer conjecturas sobre a autonomia dos parlamentares da Casa em entrevista a um portal local.

Continua depois da Publicidade

O projeto de lei que pediu a revogação do título ao empresário é de autoria do deputado estadual Fausto Júnior (MDB) que também protocolou um requerimento para formalizar uma “Moção de Repúdio” na Aleam contra o publicitário, tornando-o “persona non grata” no Estado. Expressão do latim que significa que ele não é mais “bem-vindo” no Amazonas.

A votação para revogação da honraria recebeu dois votos contrários dos deputados Serafim Correa e Wilker Barreto e sete a favor dos parlamentares Roberto Cidade, Delegado Péricles, Saullo Vianna, Felipe Souza, Berlarmino Lins, Tony Medeiros e Fausto Junior.

“Que sirva de exemplo que o Título de Cidadão do Amazonas é uma comenda muito séria e honrosa, para aqueles que merecem e não para aqueles que desmereceram através de atitudes”, disse o decano deputado Belarmino Lins.

Continua depois da Publicidade

“Não concordo com nada do que ele disse, acho que foi um momento infeliz mas eu tenho que defender o direito dele expressar sua opinião e assumir as consequências. Eu entendo a posição do colega Fausto, eu também já tive 25 anos mas hoje eu tenho 74 e os cabelos brancos dizem que a gente numa hora como essa tem que jogar um balde de gelo porque esse vai ser o jogo do perde, perde. Vai perder ele e vamos perder nós”, pontou Serafim ao pedir que a propositura fosse retirada de pauta.

O deputado Wilker Barreto (Podemos), também achou a cassação um ato extremo e votou contra.

Continua depois da Publicidade

O autor do projeto, disse que a revoga é uma resposta ao desrespeito do empresário gaúcho para com a Aleam e não se trata de um ataque à democracia, à liberdade de expressão, ou censura, como Durango tenta fazer parecer.

Devolução
Vale lembrar que Durango enviou nesta semana à presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) um termo de devolução da honraria e em uma carta de quatro laudas, apontou que pretende evitar a votação do Projeto de Lei proposto pelo deputado e alega estar sendo vítima de censura e cerceamento do seu direito constitucional de livre expressão.

Continua depois da Publicidade

Durante a votação o deputado Péricles explicou que a atitude do empresário de devolução do título é inválida. “Nós sabemos que o título de cidadão é concedido por meio de lei e simplesmente essa devolução dele não vale de nada. Então já que ele quer devolver nós vamos revogar que é a maneira correta. Eu já percebi que ele tem uma relação muito próxima com muitos políticos, inclusive intima, para chegar assim e apontar o dedo para 24 deputado”, explicou.

“Ele ganhou muito dinheiro nesse estado por causa de relação com políticos e agora vem querer achincalhar políticos desta casa”, completou Péricles em tom de revolta.

O presidente da Casa disse que o empresário enviou um e-mail para a Aleam pedindo a relação de todos os Título de Cidadão do Amazonas já concedidos em seguida mandou carta e mensagem no Whatsapp para todos os deputados. “Nós somos um poder. E ele quis ser mais forte que esse poder. Quis nos menosprezar e não podemos aceitar isso”, declarou.

Confira a partir de 24 minutos: