Em busca de reeleição, prefeito de Itacoatiara firma contrato com rádio por quase R$ 150 mil

Segundo Diário Oficial dos Municípios, a contratação diz respeito ao ‘fornecimento de serviços para divulgação de trabalhos e notícias da Prefeitura’ no período de 10 meses’.

Redação AM POST

Antônio Peixoto (PT), prefeito do município de Itacoatiara (distante a 175,89 quilômetros de Manaus), firmou contrato com a Rádio Difusora do município por quase R$ 150 mil para divulgar as ações promovidas pela Prefeitura em pleno ano eleitoral. De acordo com a publicação no Diário Oficial dos Municípios (DOM) do Amazonas, a contratação foi firmada em março deste ano, porém só na terça-feira (21) foi homologada no DOM.

Além deste atraso, o extrato de contrato nº 92/2020, celebrado no dia 02.03.2020 entre à Prefeitura de Itacoatiara e a empresa de rádio Difusora de Itacoatiara Ltda., também não informa a modalidade da contratação, ou seja, se foi realizado processo licitatório ou dispensa de licitação.

Continua depois da Publicidade

Segundo o documento, a contratação diz respeito ao “fornecimento de serviços de rádio, para a divulgação de trabalhos e notícias do Poder Executivo, com alcance em toda a extensão territorial do município de Itacoatiara/AM, (Zona Rural e Urbana)”, conforme documento.Para realizar o serviço, a rádio Difusora de Itacoatiara Lltda vai receber o montante de R$ 148.830,00 por 10 meses, período da vigência do contrato.

A Prefeitura também alega no texto que o contrato é para a veiculação de notícias, avisos, comunicados, campanhas e programas informativos pelas diversas secretarias municipais, “visando atender as necessidades da administração pública municipal, de modo especial ao Gabinete do Prefeito, conforme especificações e quantitativos estabelecidos no Termo de Referência.”

De acordo com o portal da Receita Federal, a empresa com sede no município e capital de R$ 150 mil, possui quatro sócios: Jurandir Cleuter Barros de Medonça Júnior, Antônio Djacir Barros, Juliera Simões Mendonça e Wanda Barrocas Leite Barros.

Continua depois da Publicidade

Esta última foi quem assinou o contrato juntamente com o próprio Antônio Peixoto e sua chefe de gabinete, Tatiana Menezes.

Outros contratos

Além disso, não é a primeira vez que a Prefeitura firma contrato com a empresa de comunicação com o intuito de veicular as ações de Antônio Peixoto. No final do ano passado, foi firmado o contrato nº 158/2019, celebrado em 02.02.2019 no valor global de R$ 81.180,00 para realizar o mesmo serviço. Dessa vez, a contratação durou cerca de seis meses, conforme mostra a postagem eletrônica.

Continua depois da Publicidade

O documento também foi publicado com atraso e não informa a modalidade da contratação. Se somados os dois contratos, o prefeito Antônio gastou mais de R$ 230 mil dos cofres públicos para divulgar os seus trabalhos à frente do Executivo Municipal.

Afastamento

No mês passado, Peixoto chegou a ser afastado do cargo após não cumprir medidas judiciais determinadas pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM). O descumprimento é referente o pagamento de seis aditivos contratuais no valor de R$ 14,4 milhões a uma empresa reprovada em processo licitatório. No entanto, após 15 dias afastado ele conseguiu na Justiça retornar ao comando da prefeitura.

Continua depois da Publicidade