Josué Neto diz que Wilson Lima é “mafioso” e o acusa de chantagear a classe política

A Assembleia Legislativa tem sofrido com a ausência de deputados em dias de votação.

Redação AM POST

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, Josué Neto, usou a tribuna da casa nessa quarta-feira (11) para acusar o governador Wilson Lima de chantagear a classe política, inclusive deputados da Aleam, durante discussão.

As acusações ocorreram quando Josué pediu um aparte antes do encerramento de sessão marcada na Aleam para votar o projeto sobre a derrubada da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na conta de luz.

Continua depois da Publicidade

A Assembleia Legislativa tem sofrido com a ausência de deputados em dias de votação e ontem, não foi diferente pois dos 24 parlamentares, apenas dois estavam presentes no plenário e outros seis votariam pela internet. Ainda assim, o número é insuficiente para a votação.

“Ele [Wilson Lima] é mafioso. As praticas dele são de máfia. Ele envergonha esse Estado e ele chantageia as pessoas”, disparou.

“Quem quer se rebelar, volte aqui e beije a minha mão, literalmente já foi falado isso para deputado aqui nesta casa”, completou Josué referindo-se ao governador.

Continua depois da Publicidade