Julgamento de recurso de Melo é adiado no TSE

A ministra Luciana Lóssio pediu vistas do processo e agora o julgamento está sem previsão de conclusão novamente.

O julgamento do recurso do governador José Melo (PROS), que tentava impedir a cassação do mandato dele e do vice, Henrique Oliveira, foi adiado na manhã desta quinta-feira (23), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ministra Luciana Lóssio pediu vistas do processo, apos o relator Napoleão Nunes Maia Filho ter votado contra a cassação do governador. O voto da ministra seria o primeiro depois do voto do relator.

O recurso que seria julgado era contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), que cassou o mandato dos políticos. O processo original foi interposto pela Coligação ‘Renovação e Experiência’, do então candidato e atual senador Eduardo Braga (PMDB), no qual denunciou o crime de compras de votos no segundo turno das eleições de 2014.

A cassação do mandato, foi mantida em parecer do Ministério Público Eleitoral, porém o relator do processo votou contra a perda do mandato. No entanto, em seguida a ministra Luciana Lóssio pediu vistas do processo para melhor dedicação de análise do processo e a partir de agora o julgamento está sem previsão de conclusão novamente.

Continua depois da Publicidade

Fonte: Redação AM POST