Política

Menezes tenta emplacar candidatura apenas por ser o coronel amigo do presidente Bolsonaro

O militar que se apresenta como compadre, amigo e porta-voz exclusivo do presidente no AM, tenta desde 2020 herdar os votos do presidente.


Redação AM POST

O coronel reservista Alfredo Menezes Júnior, que se apresenta como compadre, amigo e porta-voz exclusivo do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), no Amazonas, tenta desde 2020 herdar os votos do mandatário e emplacar um candidatura de sucesso no estado. Sob a sobra do presidente, Menezes agora é pré-candidato ao Senado nas eleições deste ano.

Continua depois da Publicidade

Em todas as visitas de Bolsonaro ao Amazonas, Menezes não perde a chance de se colocar ao lado do mandatário, mas ainda não caiu na graça do povo. Neste sábado (18), o presidente veio a Manaus participar de uma motociata e ele, obviamente, foi na mesma moto que o chefe do executivo.

Além disso em vários encontros de Bolsonaro com autoridades locais, Menezes se coloca no meio como se tivesse algum cargo oficial. Em março deste ano, o militar foi chamado de inimigo de Manaus após se gabar em áudio vazado que tirou o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), da mesa do presidente.

Menezes aposta todas as suas fichas no apoio direto de Bolsonaro para turbinar sua eleição neste ano. Ele usa esse prestigio do mandatário para articular o apoio da máquina estadual para dar musculatura à sua campanha, principalmente no interior do estado.

Continua depois da Publicidade