Pesquisar por em AM POST

Política

Ministro de Lula pede demissão de diretor da Conab envolvido em leilão polêmico de arroz

O pedido de saída de Thiago José dos Santos será enviado ao conselho de administração da companhia.

  • Por AM POST

  • 24/06/2024 às 06:52

  • Leitura em dois minutos

blank

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, solicitou a demissão de Thiago José dos Santos, diretor executivo de Operações e Abastecimento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Santos é um dos responsáveis pelo leilão de arroz importado, que foi anulado pelo governo federal devido a suspeitas de irregularidades.

A informação, inicialmente divulgada pelo UOL, foi confirmada pela assessoria de imprensa do ministério. A diretoria de Santos era encarregada da operacionalização e do edital do leilão, realizado em 6 de junho e anulado em 11 de junho. A anulação do leilão ocorreu após o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, anunciar a saída de Neri Geller da secretaria de Política Agrícola.

PUBLICIDADE

O pedido de demissão de Santos será encaminhado por Teixeira ao Conselho de Administração da Conab, que é responsável pelas deliberações da diretoria-executiva da estatal. Uma reunião extraordinária deve ser agendada para discutir a demissão, uma vez que o próximo encontro do conselho está previsto apenas para 25 de julho. Os procedimentos para encaminhamento do pedido de demissão serão definidos pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) nesta segunda-feira, 24. A gestão da Conab é compartilhada pelo MDA e pelo Ministério da Agricultura, sendo a área de operações e abastecimento de responsabilidade do MDA.

Thiago José dos Santos estava em licença remunerada até sexta-feira, 21, a pedido da Casa Civil e de órgãos de controle do governo, além da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O afastamento foi aconselhado devido à sua relação com Robson Luiz de Almeida França, presidente da Bolsa de Mercadorias de Mato Grosso (BMT) e sócio proprietário da Foco Corretora, que intermediou o maior volume de lotes arrematados no leilão anulado.

A Controladoria Geral da União (CGU) está investigando suspeitas de conflito de interesse, tráfico de influência e favorecimento no leilão. A proximidade entre Santos e França, que atuaram juntos como assessores parlamentares do ex-deputado federal Neri Geller, gerou desconfiança nos órgãos de controle. Até 10 de junho, havia fotos dos dois juntos nas redes sociais.

PUBLICIDADE

Também chegou à Advocacia Geral da União (AGU) e à CGU a informação de que, já no cargo de diretor, Santos recebeu França pelo menos duas vezes na sede da Conab no ano passado, o que aumentou a suspeita de tráfico de influência pelos órgãos.

Santos foi indicado para o cargo por Geller.

PUBLICIDADE

Redação AM POST

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo traz limitações mas, isto não significa incapacidade. Todos temos alguma habilidade.

- Nay Potarcio

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank