Política

Omar Aziz quer prorrogar mais uma vez a CPI da pandemia para se manter na vitrine da Globo

O senador usa a Comissão Parlamentar de Inquérito para se manter em evidência na mídia, no período pré-eleitoral.

Redação AM POST*

O presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD), que usa a Comissão Parlamentar de Inquérito para se manter em evidência na mídia, no período pré-eleitoral, afirmou em entrevista a Globo News na manhã desta terça-feira (14) que os trabalhos podem ser prorrogados para além do dia 29 de setembro caso informações que chegaram a seus membros se concretizem.

Continua depois da Publicidade

“Nós estamos com a perspectiva de encerrar dia 29/09, mas volto a repetir, tem algumas coisas que caso se tornem realidade não acaba dia 29. Ela vai ser prorrogada um pouco mais”, disse o senador que quer se manter na vitrine da Rede Globo.

Em reunião virtual realizada neste domingo (12), a cúpula da CPI da Covid definiu que o relatório do senador Renan Calheiros (MDB-AL) deverá ser apresentado até o próximo dia 23, ao passo que esse texto será votado pelos demais integrantes da comissão no dia 28 ou, no máximo, 29 de setembro.

“Caso se concretize, volto a repetir, caso seja verdade a informação que foi repassada para a CPI, eu acho que não terminaremos dia 29 porque vamos ter que ouvir outras pessoas”, frisou o senador.

Continua depois da Publicidade

Omar Aziz já foi acusado de usar a Comissão Parlamentar de Inquérito para perseguir adversários políticos. Como no caso do deputado estadual Fausto Jr (MDB) que após depoimento na CPI no dia 29 de junho afirmou que sua família passou a ser alvo do político.