Política

Omar é confrontado por Fausto Jr na CPI da Covid: “Você e sua família são acusados de desviar R$260 milhões da saúde do AM”

O deputado disse que o senador não tem moral para falar dele.


Redação AM POST

O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), e o deputado estadual Fausto Júnior (MDB-AM) travaram batalha durante sessão nesta terça-feira (29). Aziz e Fausto trocaram acusações sobre supostas irregularidades relacionadas a dinheiro público.

Continua depois da Publicidade

Mais cedo, Fausto declarou que Omar Aziz deveria ter sido indiciado pois, enquanto foi governador (2011-2014), foram pagos R$ 50 milhões em verbas indenizatórias.

Depois, o presidente da CPI começou a tentar levantar acusações contra o deputado e sua mãe a conselheira e ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Yara Lins, e foi confrontado por ele.

“Senador eu me recuso a ser atacado na minha idoneidade. Ta expondo coisas pessoais. […] Vossa excelência e sua família são acusados de desviar R$260 milhões da saúde (do Amazonas). […] Fale a verdade senador, vossa excelência não tem moral para falar de mim”, disparou Fausto ao lembrar que Omar Aziz e seus familiares são alvos de investigação da Operação Maus Caminhos.

Continua depois da Publicidade

“Eu estou respondendo processo, não tem nenhuma denuncia contra mim. Nem fui preso”, retrucou Omar. “Ninguém foi preso?”, questionou Fausto. “Sim, as pessoas da minha família foram”, respondeu o presidente da CPI da Covid.