Pesquisar por em AM POST

Política

PF deve indiciar Bolsonaro, Braga Netto e outros generais por envolvimento nos atos de 8 de janeiro

Investigação minimiza, no entanto, possibilidade de pedir a prisão do ex-presidente.

  • Por AM POST

  • 20/06/2024 às 11:45

  • Leitura em dois minutos

Foto: Marcos Corrêa/PR

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) está prestes a ser indiciado pela Polícia Federal (PF) por seu suposto envolvimento nos eventos de 8 de janeiro em Brasília, quando manifestantes invadiram e depredaram as sedes dos Três Poderes. Fontes da PF indicam que o inquérito será concluído até agosto, com provas suficientes para incriminar também o ex-ministro da Defesa Braga Netto, além de vários generais.

A investigação revelou que Bolsonaro discutiu com assessores o conteúdo de uma minuta de golpe, solicitando ajustes no documento e enviando-o a generais e comandantes das Forças Armadas para convencê-los a apoiar a investida. Em conversas interceptadas, Braga Netto teria xingado o então comandante do Exército, general Freire Gomes, por resistir à adesão ao golpe.

PUBLICIDADE

Além de Bolsonaro e Braga Netto, o ex-ministro da Defesa Paulo Sergio Nogueira e o general Augusto Heleno, ex-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), também devem ser indiciados. Gravações mostram discussões entre eles e Bolsonaro sobre estratégias para mantê-lo no poder.

Embora o relatório final da PF não deva incluir pedidos de prisão para os indiciados, essa postura poderá mudar se houver desobediência a requisitos legais, como a coação de testemunhas. O documento final pretende estabelecer uma cadeia de eventos que demonstre como outras investigações, incluindo a compra e venda de joias no exterior e a fraude no cartão de vacina do ex-presidente e seus familiares, estão relacionadas à tentativa de golpe.

Em fevereiro, tanto Braga Netto quanto Augusto Heleno optaram por ficar em silêncio durante seus depoimentos à PF, embora anteriormente tenham negado irregularidades. Bolsonaro também manteve silêncio em seu depoimento e questionou a competência do Supremo Tribunal Federal (STF) para julgar o caso.

PUBLICIDADE

Na semana seguinte ao seu depoimento, Bolsonaro, em um evento em São Paulo, criticou as acusações de golpe: “Agora, o golpe é porque tem uma minuta de um decreto de estado de defesa. Golpe usando a Constituição? Tenha a santa paciência”, declarou.

Redação AM POST

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

O autismo é um Universo Paralelo que incessantemente pede permissão para fixar-se no terreno dos saberes.

- JESUS,D.F

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank