Política

Presidente David Reis falta trabalho e vereadores criticam falta de votação de projetos em sessão da CMM

Com a retirada da Ordem do Dia nesta segunda, a semana terá apenas um dia de votação das matérias legislativas.


Redação AM POST

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador David Reis (Avante), não apareceu em sessão da Casa Legislativa nesta segunda-feira (28) e a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM) decidiu não realizar a Ordem do Dia na sessão plenária. O momento é destinado à votação, discussão e deliberação dos Projetos de Lei propostos pelos 41 vereadores da Casa Legislativa.

Continua depois da Publicidade

Alguns vereadores como Rodrigo Guedes (PSC), Amom Mandel (sem partido) e William Alemão (CD), perguntaram à Mesa Diretora a respeito da pauta. Em resposta, o vereador Wallace Oliveira, que comandava os trabalhos, afirmou que após reunião da Mesa Diretora, foi definido que não haveria votação em razão da falta de projetos para serem apreciados.

As sessões plenárias ocorrem de segunda a quarta-feira, mas as votações ocorrem apenas às segundas e quartas-feiras. Com a retirada da Ordem do Dia nesta segunda, a semana terá apenas um dia de votação das matérias legislativas.

Segundo Rodrigo Guedes, não há justificativas para que a votação dos projetos não tenha sido realizada, pois ele possui 12 PLs que aguardam deliberação para seguirem tramitação na Câmara, assim como também há projetos de outros parlamentares. Além disso, o vereador destacou que a decisão gera um atraso na tramitação dos projetos e prejudica não apenas os parlamentares, como a população.

Continua depois da Publicidade

“Um absurdo! Foi dito pelo vereador que estava presidindo a mesa que não havia projetos para serem votados, deliberados. Mas só projetos meus, da minha iniciativa, são 12 projetos que não foram nem deliberados, ou seja, não cumpriram nem a primeira etapa do trâmite do processo legislativo, alguns de setembro e agosto do ano passado”, afirmou.

“Nós temos três dias de sessões plenárias durante a semana e dois dias para votação, ou seja, perdemos um dia de votação dos projetos e nem foi dada uma razão, um motivo. Só dos meus projetos já conseguiríamos fazer uma pauta. Então não vejo motivos para cancelarmos a ordem do dia, se o presidente não conseguir localizar nenhum projeto, faço questão de colocar os meus à disposição”, disse.

Continua depois da Publicidade