Política

Renan Calheiros pede para OAB impedir Janot de advogar: “Desonra à atividade profissional”

Senador entrou com uma ação na OAB para que o ex-PGR, que confessou planos para assassinar Gilmar Mendes, tenha seu registro de advogado cassado.


As revelações que o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, traz em seu livro, podem trazer ainda mais problemas para ele. Depois de dizer que planejou matar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ele agora corre o risco de perder a sua inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O senador Renan Calheiros (MBB-AL) entrou nesta quarta-feira (2) com uma ação no Tribunal de Ética e Disciplina do Conselho da OAB pedindo a exclusão do ex-chefe do Ministério Público Federal.

“Num dos momentos de dor aguda, de ira cega, botei uma pistola carregada na cintura e por muito pouco não descarreguei na cabeça de uma autoridade de língua ferina que, em meio àquela algaravia orquestrada pelos investigados, resolvera fazer graça com minha filha”, descreveu Janot no seu livro “Nada Menos que Tudo”, que está preste a ser lançado.

Continua depois da Publicidade

O fato gerou a revolta de Calheiros, que diz que a fala do procurador é inaceitável e pede que ele seja punido pela OAB. “Não causa apenas perplexidade: causa asco. Demonstra desonra à atividade profissional dos advogados de maneira acachapante”, argumenta o senador em seu pedido.

Fonte: Forum