Renovação do IPI para fábricas de refrigerantes da ZFM garante empregos no AM, explica Deputado Pablo

O benefício consiste numa devolução feita pelo governo às empresas do setor em crédito pelo pagamento de IPI.

Redação AM POST

O presidente Jair Bolsonaro publicou hoje no Diário Oficial da União o decreto que torna permanente o benefício fiscal de 8% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para as fábricas de refrigerante instaladas na Zona Franca de Manaus.

O benefício consiste numa devolução feita pelo governo às empresas do setor em crédito pelo pagamento de IPI. Com o novo decreto, a taxa de 8% se tornará definitiva, passando a vigorar daqui a quatro meses.

Continua depois da Publicidade

A decisão foi comemorada pelo deputado federal do Amazonas, Delegado Pablo. No mês passado, o parlamentar apresentou ao governo Federal um relatório que mostrava os impactos econômicos e sociais no Amazonas, caso os benefícios do IPI fossem retirados das fábricas de refrigerantes em Manaus.

Em reunião com o vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, Delegado Pablo argumentou que o governo Federal deveria manter os incentivos às fábricas de concentrados, como a Coca-Cola/Recofarma e Ambev, instaladas em Manaus.

De acordo com o deputado, os incentivos garantem empregos em Manaus e no interior do Estado, como Presidente Figueiredo e Maués, onde são cultivados o guaraná e a cana de açúcar usados nos refrigerantes.

Continua depois da Publicidade

“Com o novo decreto, as fabricas têm segurança para continuar atuando em Manaus, gerando empregos e desenvolvimento industrial para o Estado”, acrescentou Pablo.

Na reunião com o vice-presidente estava o diretor executivo da Associação Brasileira da Indústria de Refrigerantes (ABIR), Alexandre Horta. Ele ressalta que se nada fosse feito até o dia 30 de novembro, o atual decreto perderia a validade.

“Se o benefício não fosse renovado até o final de novembro, as fábricas de concentrados em Manaus corriam o risco de fechar as portas e se mudar para o sudeste do País”, destacou Alexandre Horta.

Continua depois da Publicidade

Na sessão de hoje na Câmara dos Deputados, Delegado Pablo usou a tribuna para explicar para todo Brasil a importância que as fábricas de concentrados têm para a preservação da Amazônia.

“Para preservar o meio ambiente é preciso garantir empregos para as famílias do Amazonas. O decreto assinado pelo presidente Bolsonaro é um estímulo à produção industrial e à preservação da Amazônia”, concluiu o deputado.

* Com informações da Assessoria de Imprensa

Continua depois da Publicidade