Rodrigo Maia declara voto em Lula contra Bolsonaro: ‘vou votar pela democracia’

Apesar de declarar voto no petista, Maia ainda afirmou que não se arrepende de ter votado em Bolsonaro em 2018.

Redação AM POST

Ex-presidente da Câmara, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) revelou que em um eventual segundo turno entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido), votaria no petista. Ele deu entrevista ao ao site UOl nesta segunda-feira (7).

Continua depois da Publicidade

“Se esse fosse o segundo turno, com certeza [votaria em Lula]”, disse Maia, que classificou Bolsonaro como um “não democrata”.

“Eu não tendo a votar nulo ou branco, tenho sempre posições. No segundo turno, entre o candidato que eu considero democrático – que tem avanços importantes no Brasil, mas cometeu erros também – e outro que eu acho que não respeita as instituições democráticas, é óbvio que vou votar pela democracia”, comentou.

Em 2018, Maia votou em Bolsonaro no segundo turno contra o então candidato do PT, Fernando Haddad. “Achava que o ministro Paulo Guedes [Economia] poderia apresentar as mudanças que o Brasil precisa, e não achava que o presidente tinha essa rede toda autoritária”, afirmou o deputado.

Continua depois da Publicidade

Ao mesmo tempo, Maia não se declarou arrependido da escolha que fez àquela época. “Eu tinha as informações de 2018. Eu não sabia que ele tinha toda essa estrutura na mão”, afirmou.

*Com informações do UOL

Continua depois da Publicidade