Política

Sem prestígio, Eduardo Braga é derrotado após tentar articular eleição de conselheiro para presidência do TCE-AM

Na eleição o magistrado apoiado pelo senador teve uma votação inexpressiva.

Redação AM POST

O conselheiro Érico Xavier Desterro e Silva foi eleito nessa terça-feira (16) para comandar o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) nos próximos dois anos (biênio 2022-2023) tendo a conselheira Yara Lins dos Santos como vice-presidente.

Continua depois da Publicidade

De acordo com informações de bastidores, o pleito marca a derrota do senador Eduardo Braga (MDB) que teria trabalhado para emplacar a vitória do conselheiro Júlio Pinheiro. Na eleição o magistrado apoiado pelo senador teve apenas o seu único voto enquanto que Érico Xavier recebeu seis.

Isso mostra a falta de prestígio do parlamentar que vai concorrer ao governo do Amazonas nas eleições de 2022. O político está há cerca de 10 anos sem conquistar um cargo no Executivo, tendo sido derrotado até com quem escolheu apoiar em disputas pela Prefeitura de Manaus e quase não foi reeleito senador em 2018.

Braga enfrenta uma barreira de rejeição muito forte entre os eleitores devido seu discurso sem novidades e sua imagem já desgastada, uma vez que teve o nome citado em investigações da Justiça Federal.

Continua depois da Publicidade