Zé Ricardo denuncia governo Wilson Lima por indício de manipulação de número de mortes por Covid-19 em Manaus

O site The Intercept Brasil divulgou reportagem mostrando vídeo em que o Governo do Amazonas admite erro em número de mortes por Covid-19 em Manaus.

Redação AM POST

O candidato a prefeito de Manaus, deputado federal Zé Ricardo (PT), o “Homem da Kombi”, ingressou nesta terça (6) com representação nos Ministérios Público do Estado (MPE) e Federal (MPF) contra o Governo do Estado, para que seja feita uma investigação rigorosa na base de dados oficiais da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) no controle à pandemia, cobrando a divulgação dos dados reais da Covid-19 na capital e até a responsabilização do Estado, caso tenha havido manipulação proposital dos boletins epidemiológicos.

Ontem (5), o site The Intercept Brasil divulgou reportagem mostrando vídeo em que o Governo do Amazonas admite erro em número de mortes por Covid-19 em Manaus, em torno de 24% a menos do total de óbitos pela doença, durante reunião com MPE. Essa acusação desmente o próprio governador e o presidente de um hospital particular da cidade, que administrou um hospital de campanha da Prefeitura, ao comemorarem ainda em julho dias com zero mortes, chegando até a afirmar que estava encerrada a Covid na capital.

Continua depois da Publicidade

“Essa situação é grave. A imprensa nacional denuncia serem falsos os dados utilizados como base nas decisões do Governo do Estado no retorno às aulas e às atividades econômicas em Manaus, situação que foi admitida em vídeo pela própria FVS, colocando a população num risco muito grande. As contaminações e mortes continuam acontecendo. Mas vemos Governo e Prefeitura tomando medidas muito distantes da realidade”, declarou Zé Ricardo, destacando que pesquisadores da Fiocruz e matemáticos da Ufam dizem, há algum tempo, que Manaus vive segunda onda por Covid-19.

Pelo levantamento feito pelo epidemiologista Jesem Orellana (Fiocruz), a FVS teria deixado de registrar ao menos 373 mortes por Covid-19 entre o início da pandemia na capital e 22 de agosto – um total de 24% a menos que o total de mortes pela doença divulgado pelo Estado. “Quantas mortes tivemos, depois de decisões tomadas em cima de dados falsos? Uma total irresponsabilidade do Governo e da Prefeitura, ameaçando a saúde e a vida da população. Por isso, estamos acionando, mais uma vez, o Ministério Público, para que tome providências urgentes”.

Em agosto, Zé Ricardo também denunciou o Estado nos Ministérios Públicos Estadual e Federal, diante de constantes falhas nas prevenções sanitárias na reabertura das escolas estaduais, resultando na contaminação de professores e alunos. Na ocasião, solicitou a imediata suspensão das aulas presenciais, dando prosseguimento ao ano letivo com aulas remotas, até que se criassem condições seguras para esse retorno, evitando assim novas mortes.

Continua depois da Publicidade

Como agenda desta quarta (7), pela manhã, Zé Ricardo e sua vice fazem bandeiraço, adesivaço e minicomício na Zona Sul da cidade. À tarde, ele concede entrevista ao Portal Conexão Amazônia. E, à noite, participa de reunião com moradores do bairro de Petrópolis.

* Com informações da Assessoria de Imprensa