Pesquisar por em AM POST

Tecnologia

Inteligência Artificial destruirá a humanidade em 5 a 10 anos, de acordo com CEOs nos EUA

Em pesquisa realizada no Yale CEO Summit, diretores executivos destacam preocupação com os poderes da IA.

  • Por AM POST

  • 02/07/2023 às 10:21

  • Leitura em 1 minuto

Durante a Yale CEO Summit, realizada pela Escola de Administração de Yale no início desse mês, a Inteligência Artificial foi o assunto que ganhou destaque, principalmente com o seu poder em um futuro bem próximo.

O CEO Summit é organizado por Jeffrey Sonnenfeld e é um dos eventos pioneiros em aprendizado para diretores executivos, ou também chamados de CEOs. O evento entrevistou 119 CEOs, que incluiu marcas como Coca-Cola, Zoom e Walmart.

PUBLICIDADE

De acordo com a CNN, os resultados mostraram que 42% dos CEOs nos Estados Unidos acreditam que a Inteligência Artificial destruirá a humanidade dentro de 5 a 10 anos.

Inteligência Artificial: regulamentação da tecnologia no Brasil avança. – Freepik.
A porcentagem assusta, mas a maioria dos executivos responderam que isso nunca poderia acontecer e que “não estão preocupados”.

De acordo com a pesquisa, os seguintes resultados foram expostos:

PUBLICIDADE

-34% dos executivos acreditam que a IA poderia potencialmente destruir a humanidade em 10 anos;
-8% afirmaram que isso aconteceria em 5 anos;
-58% disseram que nunca aconteceria e eles não estão preocupados.

A clara diferença entre as opiniões dos CEOs espelham muito da perspectiva do público em relação aos poderes da Inteligência Artificial. Atualmente, a discussão que se permeia é a regulamentação da tecnologia, uma vez que fornece mais segurança aos usuários e tem sido defendido por diversas autoridades.

PUBLICIDADE

Fonte: UOL

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank