Tecnologia

Manaus e outras 32 cidades do Brasil terão internet mais rápida com expansão de servidores da Cloudflare

Servidores de CDN serão levados para 15 estados brasileiros, inclusive ao Amazonas.

O Cloudflare, serviço de distribuição de conteúdo, anunciou uma expansão do seus servidores que deve melhorar a qualidade da internet no Brasil. A empresa levará seu CDNs para mais de 25 cidades das regiões Norte, Nordeste, Sudeste, Centro-Oeste e Sul.

A empresa, conhecido pela distribuição de conteúdo e serviços de segurança de rede, anunciou que vai levar vários CDNs (Content Delivery Network, ou uma rede de fornecimento de conteúdo) para mais de 25 cidades de todas as regiões do país. Esses servidores, quando bem espalhados geograficamente, permitem um melhor desempenho da rede por armazenar conteúdo da internet mais próximo a usuários, permitindo uma troca dinâmica de conteúdo mais veloz.

Continua depois da Publicidade

Atualmente, a empresa possui servidores em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Fortaleza (CE) e Porto Alegre (RS), e promete expandir, muito em breve, infraestrutura.

Cloudflare terá servidores em 15 estados brasileiros
Americana (SP)
Belém (PA)
Blumenau (SC)
Florianópolis (SC)
Goiânia (GO)
Itajaí (SC)
Joinville (SC)
Manaus (AM)
Salvador (BA)
São José do Rio Preto (SP)
São Paulo (SP)
Sorocaba (SP)

As adições não param por aí: o Cloudflare já planeja estar presente também nos seguintes municípios:
Campina Grande (PB)
Caxias do Sul (RS)
Cuiabá (MT)
Guarulhos (SP)
Lajeado (RS)
Londrina (PR)
Maringá (PR)
Mogi das Cruzes (SP)
Natal (RN)
Recife (PE)
Osasco (SP)
Santo André (SP)
São José dos Campos (SP)
Vitória (ES)

Continua depois da Publicidade

Expansão deve melhorar internet, diz Cloudflare
O Cloudflare afirma que essa foi uma das maiores expansões de servidores já feita pela empresa em um único país. A chegada dos novos pontos de tráfego foi possível por conta de uma parceria com uma grande (e não revelada) operadora brasileira de internet.

De qualquer forma, o Cloudflare afirma que os brasileiros terão melhorias significativas na experiência de acesso à internet: a empresa já identificou que em 25% do tráfego de dados houve queda na média da latência (ping) de 20 ms para menos de 10 ms.

Continua depois da Publicidade

Além de fornecer serviços de CDN, a Cloudflare também tem um DNS público focado em privacidade – o 1.1.1.1 – e a VPN gratuita Warp.

*Com informações do Tecnoblog

Continua depois da Publicidade